terça-feira, 17 de março de 2009

1929 o ano da Volta ao Mundo.






No outono de 1929, Hugo Eckener planeja uma ousada estratégia para a sua carreira e também para colocar o seu nome na história da Era Dourada do dirigível Graf Zeppelin, o dirigível teria que dar a volta ao mundo não em 18 dias, mas somente em duas semanas. Esse projeto teria como meta provar que o dirigível Graf Zeppelin poderia realizar no futuro o transporte de passageiros em uma travessia intercontinental.

Mas quem financiaria essa viagem?

Eckener avalia o custo em cerca de 1 milhão de marcos “Reichsmark”. Com isso fez Eckener ter a genial idéia de deixar jornalistas de jornais renomados e também a paixão de colecionadores da filatelia utilizar e tirar proveito dessa viagem.

O empresário de um jornal americano, William Randolph Hearst, agenda uma audiência com Eckener, ele se ofereceu para a publicação da viagem a bordo e queria o monopólio total, e ofereceu 150.000 dólares.

Eckener não queria deixar a imprensa alemã para o escanteio, e finalmente, foi acordado que Hearst pagaria 100.000 dólares para ter o direito de publicação da viagem, e o jornal alemão pagou pelo direito 50.000 marcos. Eckener já tinha metade do total do montante exigido, juntamente.

O restante do dinheiro, veio dos filatelistas, que na posse de cartas e cartões postais, obtiam em sua coleção os carimbos de Friedrichshafen, Tóquio, Los Angeles e Lakehurst, e foi obviamente usado em algumas cartas os selos do correio da Alemanha, o selo figura o dirigível Graf Zeppelin sobrevoando o Planeta Terra.

No dia 15 de agosto de 1929 partia o dirigível Graf Zeppelin de Friedrichshafen em direção ao Japão, nos primeiros dias da viagem foi tudo maravilhoso, hora após hora, os passageiros bebiam o mais fino vinho alemão na sala e olhavam através das janelas o modo como os primeiros campos cultivados e a vasta planície de florestas originais da Europa Oriental surgiam.

Na noite de 19 de agosto de 1929 o Graf Zeppelin chega em Tóquio onde é saudado por uma multidão eufórica que faz saudações para o dirigível e a sua tripulação.


Etapa 1: Friedrichshafen - Tóquio: Postal com selo de 2 marcos da Alemanha Reich com carimbo de Friedrichshafen 15/08/1929, com carimbo de chegada em Tóquio 19/08/1929, esse postal fez o percurso todo e depois foi despachado novamente para o Japão onde recebeu o carimbo de chegada do correio de Tóquio 17/09/1929.






Etapa 2: Tóquio - Los Angeles: Postal postado a bordo do Graf Zeppelin, ainda na etapa 1 em direção ao Japão com carimbo do próprio dirigível, com a data 16/08/1929, foi franqueado com o selo de 4 marcos que era já o valor adicional pago até Los Angeles, onde recebeu o carimbo de chegada do correio americano com a data 26/08/1929.









Etapa 3: Los Angeles - Lakehurst: Postal postado a bordo e com carimbo do dirigível com a data de 16/08/1929, franqueado com um selo de 4 marcos e um selo de 1 marco, porte pago até Lakehurst, carimbo de chegada na cor verde com a data de 29/08/1929.









Etapa 4: Lakehurst - Friedrichshafen: Postal postado em Friedrichshafen no dia 15/08/1929, franqueado com selos de 1,2 e 4 marcos da Alemanha Reich, porte pago no valor de 7 marcos, o que dava direito do postal fazer as quatro etapas da viagem da volta ao mundo.






Nenhum comentário: